As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Meirelles critica populismo eleitoral e pede mais “atitude e realidade”

Emanuel Bomfim

19 de dezembro de 2017 | 06h00

Edição desta terça-feira, 19, apresenta os melhores momentos da entrevista com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, concedida ontem (18) ao programa ‘Conexão Estadão’, da Rádio Eldorado. Na conversa, o ministro confirmou que só vai decidir se será candidato à presidência em março do ano que vem, mas aproveitou para ironizar Geraldo Alckmin, postulante ao cargo pelo PSDB e visto como um dos nomes de convergência de centro no espectro político. “É uma posição interessante, para dizer o mínimo, estar fora do governo por questões eleitorais, mas querer apoio na eleição. Para alguém ser apoiado pelo governo, precisar ser parte da estrutura de apoio a ele”, disse o ministro. Ouça abaixo os trechos mais importantes da entrevista.

Meirelles ainda traçou o perfil ideal do candidato de centro e disse que ele deve evitar o “discurso fácil” e se comprometer com aprovação de reformas e criação de empregos. “Existe, sim, um espaço para o populismo, o discurso mais fácil, aparentemente mais fácil. Com o tempo, com o debate e com esclarecimento, a minha expectativa, para o bem do País, é que prevaleça a atitude, a realidade, do que o mero discurso”.

 

No campo econômico, Meirelles falou, entre outros assuntos, sobre a possibilidade de rebaixamento do Brasil nas agências de classificação de risco. Para ele, seria razoável que elas esperassem até a conclusão da votação da reforma da Previdência, em fevereiro. “Se alguma se antecipar, está no direito delas”, disse o ministro, que acrescentou que não acredita que um possível rebaixamento antecipado teria influência na votação da reforma.

 

Além da entrevista com o ministro Henrique Meirelles, programa de hoje ainda conta com uma análise sobre as estratégias do governo ao pautar a reforma da Previdência. Conversamos com o coordenador do Fórum de Economia da Fundação Getúlio Vargas, Nelson Marconi. Para ele, houve, acima de tudo, um grave erro de timing do Palácio do Planalto ao priorizar a PEC do teto dos gastos e deixar para depois a votação sobre a Previdência.

 

AGORA ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão acabam de ganhar um novo canal de distribuição: o serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta se logar na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de buscas o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de buscas. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Foto: Dida Sampaio/Estadão)