As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Pesquisas de intenção de voto estão em xeque?

Emanuel Bomfim

09 Outubro 2018 | 06h00

Como explicar a discrepância entre o resultado das urnas e o que foi apontado pelas pesquisas no dia anterior à realização do primeiro turno das eleições? Alguns casos foram emblemáticos, como nas sondagens para os governos do Rio de Janeiro e de Minas Gerais – Wilson Witzel (PSC) e Roberto Zema (Novo) não foram apresentados como possíveis favoritos.

Conversamos sobre o assunto com o cientista político da FGV, Jairo Pimentel, especialista no assunto. Ele explica que a diferença tem relação com um novo contexto global, em que o voto é mais “fluido” e menos programático. Pimentel destaca que a publicação de pesquisas é proibida na França duas semanas antes do pleito, justamente para que elas possam influenciar menos na escolha do eleitor. Ouça no player acima.

 

Episódio de hoje também capta a análise da colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, sobre o resultado das eleições, numa entrevista conduzida por Haisem Abaki.

 

Na coluna “Direto ao Assunto” de hoje, José Nêumanne Pinto fala sobre o quão inviável é a governabilidade num sistema com mais de 30 partidos.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Mais conteúdo sobre:

pesquisaseleicoes 2018