‘Estadão Notícias’: Por que tantas companhias aéreas quebram no Brasil?
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Por que tantas companhias aéreas quebram no Brasil?

Emanuel Bomfim

07 de maio de 2019 | 06h00

Por que é tão difícil ser bem sucedido no mercado da aviação no Brasil? O caso da Avianca Brasil se soma a outros dez que ocorreram no País desde 2001. Uma média de fechamento de empresa a cada dois anos. Algumas delas ainda guardam espaço na memória afetiva do brasileiro, ainda que não voem mais, especialmente a Varig. Nesta terça, um leilão seria realizado para transferir as autorizações de pousos e decolagens (chamadas de slots) da Avianca, mas a Justiça o suspendeu.

Edição de hoje do podcast (07) se debruça pelo tema e conversa com a repórter de “Economia e Negócios”, Luciana Dyniewicz, sobre as razões que explicam o fim das operações da Avianca. O vice-presidente financeiro da Azul, Alex Malfitani, também participa e comenta as dificuldades de atuar neste mercado. Ele ainda fala sobre a possível participação da empresa no leilão dos ativos da Avianca. Programa ainda apresenta o drama dos ex-funcionários da Vasp, TransBrasil e Varig que tentam até hoje receber suas indenizações.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

 

Tendências: