As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Estadão Notícias’: Raul Jungmann se cacifa politicamente, mas não deve estar na urna nas eleições de outubro

Emanuel Bomfim

01 Março 2018 | 06h00

Edição desta quinta-feira, 1º, vamos analisar o impacto técnico e político das novas medidas do governo federal na área de segurança pública. Na esfera política, Raul Jungmann é o maior beneficiário até agora nesta guinada da agenda pública do Palácio do Planalto. Assume um ministério que terá dinheiro, herda boa parte da estrutura do Ministério da Justiça e ainda será o centro das atenções midiáticas até o fim do ano. Alguns apressados já o colocam como postulante a cargos majoritários nas eleições de outubro, empolgados talvez com a projeção de seu novo status. Uma possibilidade improvável, segundo a editora da ‘Coluna do Estadão’, Andreza Matais, ouvida aqui pelo programa.

Para concorrer nas eleições, Jungmann teria que se desincompatibilizar até o dia 7 de abril. Teria pouco mais de um mês à frente da nova pasta. Um tempo muito curto para apresentar resultados concretos na segurança pública e reunir forças políticas suficientes para buscar uma candidatura viável, seja a presidente ou ao governo do Rio de Janeiro.

 

Para analisar o aspecto mais técnico e jurídico das ações do governo federal na segurança pública, programa de hoje entrevista a professora de Direito da USP e pesquisadora na área de segurança, Maristela Basso. Segundo ela, ainda que a área da segurança esteja sob jurisdição dos Estados, faz sentido que a União adote uma ação mais assertiva diante da gravidade conjuntural.

 

Edição de hoje ainda analisa os dados apresentados ontem pelo IBGE sobre o desemprego. O último trimestre apresentou um aumento de 0,4 ponto percentual, chegando ao patamar de 12,2%. No primeiro mês do ano, o total de desempregados no País foi de 12,7 milhões de pessoas.

 

Você pode participar com sugestões e comentários em nossa produção de podcasts. Aguardamos o seu e-mail no seguinte endereço: podcast@estadao.com

 

AGORA ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão acabam de ganhar um novo canal de distribuição: o serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

O ‘Estadão Notícias’ é um dos poucos podcasts disponibilizados na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

(Foto: Ueslei Marcelino/Reuters)