Expresso: ‘Amazônia, por ser úmida, não pega fogo’, diz Bolsonaro em Dubai

Laís Gottardo

15 de novembro de 2021 | 13h36

Na abertura do fórum Invest in Brazil, em Dubai, nesta segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou a investidores que a Amazônia “não pega fogo”, enquanto o chanceler Carlos França sustentou que o governo é bem sucedido na proteção ao meio ambiente. Atrás dos “petrodólares”, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que os juros estão baixos, apesar do ciclo de alta da taxa Selic, que chegou a 7,75% e deve atingir um patamar acima de 10% no ano que vem, conforme projeções de economistas e bancos privados. Bolsonaro disse aos potenciais investidores que a Amazônia é um “paraíso na terra” e reclamou das críticas e cobranças de líderes mundiais e ativistas pela proteção do bioma.

Os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (Progressistas-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), respectivamente, defenderam nesta segunda-feira, 15, a implantação do semipresidencialismo no País. Na avaliação de Lira, o multipartidarismo é um dos piores problemas da política nacional. “Talvez esta seja a hora de mobilizar forças para discussão mais ampla e transparência do nosso futuro político. E o sistema semipresidencialista se sobressai”, afirmou.

E mais: os programas de auxílio social usados pra puxar votos e a nova lei paulistana que obriga síndicos a meter a colher em brigas de marido e mulher. Ouça estas e outras notícias desta segunda-feira, 15, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.