Expresso: Anvisa aprova Coronavac para vacinação de crianças

Laís Gottardo

20 de janeiro de 2022 | 13h29

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) formou maioria nesta quinta-feira, 20, para aprovar o uso da Coronavac em crianças e adolescentes de 6 a 17 anos que não sejam imunocomprometidos. As avaliações dos diretores da Anvisa ocorrem após uma apresentação técnica da agência, que demonstrou a segurança e efetividade da aplicação de duas doses da Coronavac na população pediátrica com intervalo de 28 dias.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta semana que os Ministérios Públicos adotem as “medidas necessárias” para fiscalizar pais que não estejam vacinando seus filhos conta a covid-19. Segundo o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, as punições nestes casos podem chegar até a perda da guarda temporária da criança. Em entrevista à Rádio Eldorado, na manhã desta quinta, Sarrubbo reforçou que os promotores devem ser acionados pelos conselhos tutelares após avisos das escolas sobre eventuais casos de pais resistentes à vacinação.

E mais: o reajuste das aposentadorias para quem ganha acima de um salário mínimo e o aplicativo de mensagens Telegram na mira do TSE nas eleições deste ano. Ouça estas e outras notícias desta quinta-feira, 20, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.