Expresso: Anvisa aprova registro definitivo da vacina de Oxford e libera uso de remdesivir

Laís Gottardo

12 de março de 2021 | 13h29

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou nesta sexta-feira, 12, o registro da vacina de Oxford/AstraZeneca, contra a covid 19, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A agência também informou ter dado aval para que o uso do antiviral remdesivir contra a covid-19, o primeiro a ter essa indicação no País. O produto só pode ser utilizado em ambiente hospitalar, ou seja, não será vendido em farmácias, e ainda não tem preço definido. A droga também não serve para prevenção da doença e não é considerada uma “cura”. Ela é indicada para reduzir o tempo de internação e a necessidade de suporte de oxigênio de pacientes.

O governo Jair Bolsonaro se prepara para começar a pagar as primeiras parcelas da nova rodada do auxílio emergencial apenas na primeira semana de abril. Até agora, o governo trabalhava para pagar ainda em março o benefício aos vulneráveis. Mas a tendência, na prática, é que só haja condições técnicas de iniciar o pagamento em abril. Os primeiros a receber serão pessoas que não são beneficiárias do Bolsa Família e que, na visão do governo, estão mais necessitadas.

E ainda: a antecipação para amanhã do fechamento das praias de Santos e o recurso da PGR contra a anulação das condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato.

Ouça essas e outras notícias desta sexta-feira, dia 12, no “Eldorado Expresso”.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.