‘Expresso’: Após tuíte, Janaina vê erro, Bolsonaro mira reforma e Loyola prevê sufoco na economia

‘Expresso’: Após tuíte, Janaina vê erro, Bolsonaro mira reforma e Loyola prevê sufoco na economia

Diego Henrique de Carvalho

07 de março de 2019 | 13h33

O Eldorado Expresso desta quinta-feira, 7, traz as repercussões do vídeo obsceno publicado por Jair Bolsonaro (PSL) em sua conta no Twitter. Após o episódio, o presidente da República “virou o disco” e, durante evento no Rio de Janeiro, pediu “sacrifício” dos militares pela reforma da Previdência. Já a autora do impeachment de Dilma Rousseff, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), classifica como erro o post de Bolsonaro, mas não entende que o ato possa configurar “quebra de decoro”. Enquanto isso, Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central e colunista da Rádio Eldorado, enxerga efeitos econômicos da tuitada presidencial. Ele alerta que o mercado avalia negativamente a impulsividade do chefe do Executivo. Ouça no player abaixo.

Você também pode ouvir o Eldorado Expresso ao vivo na Rádio Eldorado (FM 107,3), de segunda a sexta, a partir das 13h.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Eldorado Expresso”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link (https://www.deezer.com/en/show/338832).

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Eldorado Expresso”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link (https://open.spotify.com/show/6EsaGNxhSXR2Fx6T7E6F25?si=Jog0mqFHRhK4xkUG1_B1OQ).

 

Em evento de militares, presidente reiterou compromisso com reforma da Previdência. Foto: EFE

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.