Expresso: Atos de 1º de maio mantêm tensão entre Governo e Judiciário

Laís Gottardo

02 de maio de 2022 | 13h27

O presidente Jair Bolsonaro endossou neste domingo protestos em que manifestantes estenderam faixas e fizeram discursos com pedidos de destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e em defesa do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ). Em Brasília, Bolsonaro circulou entre os apoiadores, mas evitou discursar no carro de som estacionado na Praça dos Três Poderes. Em São Paulo, apareceu em um vídeo ao vivo exibido em telão instalado na Avenida Paulista, onde manifestantes se aglomeravam. Na mensagem, Bolsonaro cumprimentou os manifestantes e voltou a citar que os atos eram em defesa “da liberdade”.

As Polícias Civil e Militar realizaram, entre sexta-feira, 29 e sábado 30, uma operação com o objetivo de combater delitos cometidos por criminosos que se passam por entregadores. Mais de 740 veículos foram abordados e nove pessoas foram detidas, mas a polícia não esclareceu o motivo das prisões.

E ainda: um alerta aos pais sobre crises de ansiedade em crianças e adolescentes. E a moda de comprar roupa por quilo contra os preços altos. Ouça estas e outras notícias desta segunda-feira, 02, no “Eldorado Expresso”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.