Expresso: CACs lançam 34 candidatos ao Congresso

Laís Gottardo

26 de julho de 2022 | 13h28

Os CACs (colecionadores de armas, atiradores e caçadores) se articulam para a partir de 2023 formar uma bancada no Congresso. Em todo o País, há 34 pré-candidaturas a deputado federal, senador e governador de nomes ligados à Associação Proarmas, a mais representativa da classe. Para os legislativos estaduais e distrital, há mais 23 nomes sendo preparados. Nos planos do maior grupo armado do País também está a criação de um partido político. É a primeira vez que esse agrupamento, que supera todas as polícias militares em quantidade de membros e em arsenal, se organiza nos Estados e com o Palácio do Planalto para eleger representantes.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foi vice-presidente da CPI da Covid, reagiu ao pedido de arquivamento das apurações contra o presidente Jair Bolsonaro no âmbito das investigações da comissão por parte da Procuradoria-Geral da República. O parlamentar afirmou que vai peticionar novamente o Supremo Tribunal Federal para contestar o requerimento e pedir a abertura de um inquérito por prevaricação dos procuradores envolvidos no caso, se as denúncias de fato forem engavetadas.

E mais: a queda da inflação em julho e um estudo sobre a imposição religiosa no tratamento de usuários de drogas. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 26, no “Eldorado Expresso”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.