Expresso: Claro arremata primeiro lote 3,5 GHz no leilão do 5G

Laís Gottardo

04 de novembro de 2021 | 13h48

A Claro S.A arrematou o primeiro lote (B01) para implantação da tecnologia 5G ofertado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) nesta quinta-feira, 4, com oferta de R$ 338 milhões, e ágio (diferença em relação ao preço pedido) de 5%. A faixa de 3,5 GHZ é exclusiva para o 5G, com capacidade de transmissão de altíssima velocidade. É a faixa de frequência mais usada no mundo inteiro para o 5G, com foco no varejo (consumidores finais) e na indústria. O espectro é considerado ideal para atender áreas urbanas.

O presidente Jair Bolsonaro prestou depoimento, na noite desta quarta-feira, no âmbito do inquérito que investiga suposta tentativa de interferência política do chefe do Executivo da Polícia Federal. Em oitiva realizada no Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que ‘jamais teve qualquer intenção’ de interferir na PF quando ‘pediu’ ao ex-ministro Sérgio Moro as mudanças na diretoria-geral e nas superintendências da corporação. O chefe do Executivo afirmou que pediu a substituição do delegado Maurício Valeixo – pivô da última crise entre Moro e Bolsonaro – ‘em razão da falta de interlocução’ com o então DG.

E mais: Ciro Gomes suspende momentaneamente pré-candidatura e o aumento da tarifa de ônibus de SP puxado pelo preço do diesel. Ouça estas e outras notícias desta quinta-feira, 4, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.