Expresso: CPI suspensa após habeas corpus de Emanuela Medrades

Laís Gottardo

13 de julho de 2021 | 13h33

Senadores da CPI da Covid se irritaram hoje com o silêncio da diretora técnica da Precisa Medicamentos, Emanuela Medrades e suspenderam o depoimento. A empresa — que representa no Brasil a Bharat Biotech, fabricante da vacina Covaxin — é citada como intermediária nas negociações para compra do imunizante indiano. Ontem, o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, concedeu à Emanuela habeas corpus que permite a ela ficar em silêncio diante dos questionamentos dos senadores.

André Mendonça, chefe da Advocacia-Geral da União (AGU), foi indicado formalmente pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a vaga deixada por Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal (STF). A indicação consta na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, 13.

E mais: governo federal exclui Inpe da divulgação dos dados sobre alertas de incêndios e queimadas no Brasil. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 13, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.