Expresso: ‘Declaração de Glasgow’ quer reverter o desmatamento até 2030

Laís Gottardo

02 de novembro de 2021 | 13h24

Brasil, China, Rússia e outros líderes de mais de 100 países assinaram nesta terça a Declaração de Glasgow, prometendo deter e reverter o desmatamento e a degradação do solo em 2030. No total, esses países reúnem cerca de 85% das florestas do mundo. A medida se apoiará em um fundo de 12 bilhões de dólares de verbas públicas para conter a destruição das florestas.  A União Europeia também anunciou que contribuirá com 1 bilhão de euros para a iniciativa global de frear o desmatamento. As medidas devem apoiar atividades nos países em desenvolvimento, como a restauração de terras degradadas, a luta contra os incêndios florestais e a defesa de direitos das comunidades indígenas.

Por determinação do presidente Jair Bolsonaro, o Ministério da Economia vai fazer uma consulta ao Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial por meio de medida provisória, ato que depende apenas de uma canetada do chefe do Executivo e tem vigência imediata. Interlocutores do presidente receberam a indicação de que a tendência dos ministros da Corte seria dar sinal verde à extensão do benefício, sem a necessidade de aprovar novo decreto de calamidade no Congresso.

E mais: o brasileiro em busca de conforto psicológico após pandemia e o primeiro lockdown em uma ilha do Pacífico que registrou o primeiro caso de covid desde março do ano passado. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 2, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.