Expresso: Exclusividade do Estadão sobre benefícios de youtubers; e o esquema de rachadinha que envolve Arthur Lira

Expresso: Exclusividade do Estadão sobre benefícios de youtubers; e o esquema de rachadinha que envolve Arthur Lira

Bárbara Guerra

04 de dezembro de 2020 | 13h26

Em mais de um depoimento tomado no inquérito dos atos antidemocráticos, a Polícia Federal questionou se o filho 02 do presidente, o vereador do Rio Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), e integrantes do governo estavam por trás dos canais do YouTube que disseminaram discurso antidemocrático. Os investigadores procuraram saber, também, se os proprietários desses canais repassaram recursos de monetização a terceiros e se atuam como “laranjas”. As respostas foram negativas.

E ainda: o esquema de rachadinha que envolve o preferido do governo para presidir a Câmara. Ouça essas e outras notícias desta sexta-feira, 04, no “Eldorado Expresso”.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

O presidente Jair Bolsonaro, durante manifestação contra o Congresso e a favor da intervenção militar em frente ao Quartel General do Exército em Brasília Foto: GABRIELA BILO/ ESTADAO

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.