Expresso: Intervalo entre doses da Pfizer passa a ser de 21 dias

Laís Gottardo

27 de julho de 2021 | 13h26

O Ministério da Saúde vai reduzir de três meses para 21 dias o intervalo entre as doses da vacina da Pfizer, como já está previsto na bula do imunizante. O intervalo da AstraZeneca não deve ser modificado, uma vez que a resposta imunológica dessa vacina é maior com o prazo mais amplo. Mas a questão é ter vacinas para aplicar. Por falta de imunizantes, ao menos nove capitais suspenderam a aplicação de doses, entre elas Rio de Janeiro e Salvador. O governo, agora, promete entregar nos próximos dias 10 milhões de doses de vacinas que estão nos seus estoques.

O senador Ciro Nogueira aceita o convite para assumir o ministério da Casa Civil. O presidente Jair Bolsonaro se reuniu hoje com o lider do Centrão que, como lembra o Estadão, responde a 5 processos criminais e é alvo de duas denúncias e três inquéritos.

E mais: as emendas do cheque em branco e o primeiro ouro brasileiro na Olimpíada de Tóquio. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 27, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.