Expresso: Lava Jato denuncia José Serra; Bolsonaro sanciona lei do uso de máscaras; e aglomerações em bares do RJ

Expresso: Lava Jato denuncia José Serra; Bolsonaro sanciona lei do uso de máscaras; e aglomerações em bares do RJ

Gustavo Lopes Alves

03 de julho de 2020 | 13h31

Ao denunciar o ex-governador e atual senador José Serra (PSDB) e sua filha Verônica Allende Serra por suposta lavagem de dinheiro transnacional, o Ministério Público Federal revelou que a Odebrecht pagou propinas ao político por meio do que os investigadores chamaram de ‘uma sofisticada rede de offshores no exterior’. Em meio a um esquema de três camadas de lavagem, a força-tarefa da Lava Jato em São Paulo identificou transferências em favor da offshore Dortmund International Inc, que seria controlada por Verônica. Segundo a Procuradoria, a Dortmun serviu como uma segunda camada de lavagem, ‘permitindo o recebimento oculto e dissimulado, entre 2006 e 2007, de 936 mil euros, oriundos de três empresas de José Amaro Ramos, que, por sua vez, foi beneficiado, no período, por valores transferidos a partir de offshores controladas pela Odebrecht’.

E ainda: as aglomerações na reabertura de bares e restaurantes no Rio. Ouça essas e outras notícias no Eldorado Expresso desta sexta-feira, 03. Clique no player acima.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Ex-governador disse que sua atuação foi “anticartel, de defesa do estado e da população”. Foto: Evelson de Freitas/Estadão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.