Expresso: ‘Pausa técnica’ nas negociações entre Ucrânia e Rússia

Laís Gottardo

14 de março de 2022 | 13h30

O negociador ucraniano, Mikhailo Podoliak, afirmou que as negociações com a Rússia tiveram uma “pausa técnica” até esta terça-feira, 15. Esse é o quarto encontro entre negociadores dos dois países para tentar chegar a um acordo com relação ao conflito. Segundo Podoliak, a pausa foi “para trabalho adicional nos subgrupos de trabalho e esclarecimento de definições individuais. As negociações continuam”, disse. Mais cedo, o presidente ucraniano Volodmir Zelenski descreveu as negociações como “conversas difíceis”.

Após o mega-aumento de combustíveis anunciado pela Petrobras na semana passada, os economistas do mercado financeiro aumentaram de 5,65% para 6,45% a estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial. Há um mês, a projeção era de 5,50%. Além disso, o Relatório Focus divulgado nesta segunda-feira, 14, pelo Banco Central, também mostrou altas nas projeções para 2023 e 2024, indicando uma desancoragem mais ampla a dois dias da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), o órgão que define a taxa básica de juros do País.

E mais: os quatro anos dos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes e a previsão de temporais cada vez mais frequentes para o litoral de São Paulo. Ouça estas e outras notícias desta segunda-feira, 14, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.