Expresso: Pendências de Paulo Guedes, obrigatoriedade das vacinas e reinauguração na Antártida

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Expresso: Pendências de Paulo Guedes, obrigatoriedade das vacinas e reinauguração na Antártida

Gustavo Lopes Alves

14 de janeiro de 2020 | 13h27

Depois de dez dias de férias nos Estados Unidos, o ministro da Economia, Paulo Guedes, desembarcou hoje em Brasília dizendo que vai retomar a agenda de reformas. Segundo ele, a proposta para a área administrativa, cujo envio ao Congresso foi sustado pelo presidente Jair Bolsonaro no final de 2019, deverá ser encaminhada à Câmara entre o final deste mês e o início de fevereiro. Em relação à reforma tributária, a ideia é apresentar o projeto de forma quase simultânea ao da administrativa, pois já haveria acerto para ser analisado por comissão mista do Congresso.

E ainda: a reinauguração da nova Estação Antártica Comandante Ferraz, que aconteceria hoje, foi adiada para amanhã por causa do mau tempo. O vice-presidente Hamilton Mourão participará da cerimônia – o novo horário ainda não foi divulgado. Ouça essas e outras notícias no Eldorado Expresso desta terça-feira, 14. Clique no player acima.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Nova base brasileira na Antártida tem 17 laboratórios de pesquisa. Foto: Clayton de Souza/Estadão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.