Expresso: PF prende ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro

Laís Gottardo

22 de junho de 2022 | 13h33

A Polícia Federal prendeu nesta quarta o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro no âmbito da investigação sobre o sobre o ‘gabinete paralelo’ instalado na pasta, com favorecimento de pastores na distribuição de verbas – caso revelado pelo Estadão. O mandado de prisão preventiva cita supostos crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência. A Justiça determinou que, assim que a ordem fosse cumprida, Milton Ribeiro fosse levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília. O ex-ministro foi localizado em Santos, litoral paulista. A audiência de custódia do aliado do presidente Jair Bolsonaro está prevista para amanhã.

Com o alto preço dos combustíveis no Brasil, aumentou na tríplice fronteira a busca por uma opção clandestina e perigosa. Milhares de litros de gasolina saem todos os dias da Colômbia e do Peru em transportes precários para serem vendidos livremente em cidades brasileiras como Benjamin Constant, Atalaia do Norte e Tabatinga, no extremo oeste do Amazonas. O produto estrangeiro, comercializado de forma improvisada em garrafas de refrigerante, chamadas ali de “cocão”, custa até R$ 3,39 mais barato do que o nacional e entra no País sem qualquer controle tributário ou de qualidade.

E ainda: o combo cesta básica, energia e combustíveis mais caros enquanto moradores de favela de SP sofrem com a queda de doações de comida no meio da crise. Ouça estas e outras notícias desta quarta-feira, 22, no “Eldorado Expresso”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.