Expresso: Prefeitura cancela Carnaval de rua de São Paulo

Laís Gottardo

06 de janeiro de 2022 | 13h24

Com o avanço da variante Ômicron e o aumento de atendimentos de pacientes com sintomas respiratórios, a Prefeitura de São Paulo acatou recomendação da Vigilância Sanitária e cancelou o carnaval de rua de 2022. A decisão foi discutida em reunião com parte do secretariado a partir de um levantamento epidemiológico da covid-19 elaborado pelos técnicos da Saúde, que também recomendaram a criação de protocolos para o desfile das escolas de samba, a exigência de passaporte da vacina para festas de qualquer porte e a manutenção do uso de máscaras obrigatório.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, chamou nesta quinta-feira seu antecessor, Donald Trump, de “perdedor” e “mentiroso” e o acusou de representar uma ameaça contínua à democracia, em discurso no aniversário de um ano do violento ataque ao Capitólio. Logo após o discurso, Trump reagiu à fala de Biden e divulgou um comunicado em que acusa o presidente americano de “tentar dividir ainda mais a América” e diz que “todo esse teatro político é apenas uma distração para o fato de Biden ter falhado completa e totalmente”.

E ainda: Produção industrial nacional tem nova queda, enquanto a Fenabrave espera aumentar a venda de carros em 2022. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 06, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.