Expresso: Relatório da CPI da covid lista 81 indiciados

Laís Gottardo

26 de outubro de 2021 | 14h31

Durante a leitura da lista de indiciados, o relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros, confirmou a inclusão do governador do Amazonas, Wilson Lima, e do ex-secretário de Saúde do Estado, Marcellus Campêlo, entre os nomes que devem ser responsabilizados a partir do relatório final da comissão. O senador governista Luis Carlos Heinze completa a lista que, ao todo, tem 81 pedidos de indiciamento — 79 pessoas físicas e 2 jurídicas. Além do presidente Jair Bolsonaro — que aparece como o primeiro da lista —, seus filhos, Flávio, Carlos e Eduardo, médicos, empresários, ministros e ex-ministros, a versão final do relatório acrescenta cinco investigados pela CPI que haviam ficado de fora do texto apresentado por Renan na quarta-feira, 20.

Com o fim da Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid, um novo foco de desgaste para o Palácio do Planalto deve ser aberto no início de 2022, após a retomada das atividades de outro colegiado, que investiga a propagação de informações falsas com fins políticos. É que a cúpula da CPI Mista das Fake News pretende aproveitar o material levantado nos seis meses de trabalho da CPI da Covid para ampliar ainda mais a agonia do presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição.

E ainda: a morte de uma criança de um ano e meio baleada no Rio de Janeiro e a corrida de São Silvestre confirmada para atletas vacinados e sem público. Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 26, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.