Expresso: Robinho condenado por estupro coletivo na Itália

Laís Gottardo

19 de janeiro de 2022 | 13h44

Robinho teve seu recurso rejeitado pela Corte de Cassação de Roma e viu mantida sua pena de nove anos, junto ao amigo Ricardo Falco, pelo ato de estupro coletivo cometido em 2013 contra uma jovem de 22 anos em uma boate em Milão, na Itália. Não há possibilidade de recursos pois se trata da última instância da justiça italiana. A vítima acompanhou a audiência.

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) marcou para esta quarta-feira, 19, a decisão sobre a liberação ou não do uso de testes rápidos de antígeno para diagnóstico de Covid-19, conhecidos como autotestes. Já na quinta, 20, outra reunião extraordinária do órgão analisará o pedido do Instituto Butantan para o uso emergencial da vacina Coronavac em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos de idade.

E ainda: a ocupação da favela do Jacarezinho pela polícia do Rio e uma lista de marcados para morrer que assusta a cidade de Cruzeiro, no interior de São Paulo. Ouça estas e outras notícias desta quarta-feira, 19, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.