Expresso: Rússia diz que vai atacar áreas de segurança em Kiev

Ana Paula Niederauer

01 de março de 2022 | 14h07

A Rússia afirmou que atacará as infraestruturas dos serviços de segurança ucranianos em Kiev, capital da Ucrânia, e pediu a retirada dos civis que vivem perto destas unidades. “Para deter os ataques virtuais contra a Rússia serão realizados ataques com armas de alta precisão contra as infraestruturas tecnológicas do SBU (serviço de segurança) e o centro principal da Unidade de Operações Psicológicas em Kiev”, afirmou o porta-voz do ministério russo da Defesa, Igor Konashenkov.

Nesta terça-feira, 1º, o prédio do governo regional da segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv, foi atingido por um míssil no sexto dia da invasão russa ao país. Pelo menos 10 pessoas morreram e 35 ficaram feridas de acordo com o assessor do Ministério do Interior, Anton Herashchenko.

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, tuitou hoje cedo o vídeo da explosão, chamando-a de “ataque bárbaro com mísseis russos” e acusando o presidente russo, Vladimir Putin, de “assassinar civis inocentes”.

Mais: Bolsonaro promete visto humanitário a ucranianos enquanto brasileiros chegam à São Paulo após escapar do conflito armado na europa.
Ouça estas e outras notícias desta terça-feira, 1º, no “Eldorado Expresso”.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!
Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!
Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.