Fim do auxílio: como ficam os mais pobres? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Fim do auxílio: como ficam os mais pobres? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

25 de novembro de 2020 | 00h10

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo não trabalha com a prorrogação do auxílio-emergencial para o ano que vem. Com a decisão, cerca de 16 milhões de pessoas podem voltar a linha da pobreza sem o benefício. O aumento da pobreza deve afetar mais as regiões Nordeste e Norte, onde a popularidade de Bolsonaro cresceu. Desde seu início, em abril, até agora, o auxílio emergencial beneficiou 118 milhões de pessoas de forma direta ou indireta. No entanto, o time da Economia está só nessa decisão. A ala mais política do governo quer a prorrogação do auxílio, pensando na aprovação do governo.

Afinal, o fim do benefício pode trazer problemas ao governo? Como fica a situação dos mais pobres? Na edição de hoje, conversamos com a economista e professora do Insper, Juliana Inhasz.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.