Ford: Por que o Brasil ‘perdeu’ a montadora? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Ford: Por que o Brasil ‘perdeu’ a montadora? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Por Barbara Rubira

13 de janeiro de 2021 | 00h10

Em abril de 1919, a Ford abria sua primeira fábrica em território nacional, o que veio a se tornar um marco no processo de industrialização do Brasil. Pouco mais de 100 anos depois, em janeiro de 2021, a montadora anuncia o encerramento da produção de veículos no Brasil, que deve voltar a importar os automóveis da marca de vizinhos como Argentina e Uruguai.

Segundo a montadora, a decisão de acabar com a produção no país foi tomada “à medida em que a pandemia de Covid-19 ampliou a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas”. Com isso, mais de 5 mil trabalhadores devem perder o emprego.

Qual o verdadeiro cenário atual do setor automotivo no Brasil? O que a saída de grandes corporações como a Ford representa para a indústria do País? No episódio de hoje, recebemos a repórter de Economia do Estadão Cleide Silva e o economista Paulo Gala, professor da FGV.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes e Bárbara Rubira

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: