Golpe ou revolução de 64? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Golpe ou revolução de 64? Ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

27 de março de 2019 | 06h00

Em mais uma polêmica no governo de Jair Bolsonaro, o presidente orientou os quartéis a celebrarem o golpe militar de 1964, que iniciou um regime ditatorial que durou 21 anos. Generais da reserva que integram o primeiro escalão do Executivo, porém, pediram cautela no tom para evitar ruídos desnecessários. De acordo com o porta-voz da Presidência da República, general Rêgo Barros, a medida foi tomada pelo presidente por ele não considerar que houve um golpe em 64. Já o advogado Pedro Dallari, que integrou a Comissão Nacional da Verdade, diz que a medida surpreendeu, mesmo sabendo o posicionamento de Jair Bolsonaro.

Para o historiador e autor de livros sobre o regime militar, Carlos Fico, não há dúvidas sobre a existência da ditadura militar, mas é preciso respeitar as opiniões de quem acha que o golpe foi bom e daqueles que recriminam o período.

Acompanhe também a coluna ‘Direto ao Assunto’ com José Nêumanne Pinto.

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.