Governo brasileiro derrapa na crise EUA X Irã? Ouça análises no ‘Estadão Notícias’

Governo brasileiro derrapa na crise EUA X Irã? Ouça análises no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

08 de janeiro de 2020 | 06h00

O alinhamento ideológico do governo brasileiro com o dos Estados Unidos fez com que o Itamaraty se posicionasse a favor dos americanos em relação ao ataque que matou o general iraniano, Qassim Soleimani. O Irã se incomodou com a nota emitida pelo Brasil sobre a questão e convocou uma representante da embaixada do país em Teerã para dar explicações sobre o conteúdo do documento. A posição brasileira pode colocar o país no radar do conflito? A defesa da ação americana pode prejudicar o Brasil comercialmente com o Oriente Médio?

Na edição de hoje, o ex-embaixador do Brasil em Washington, Rubens Barbosa, fala sobre o papel da diplomacia brasileira neste episódio. Já a colunista do Estadão e da Rádio Eldorado, Eliane Cantanhêde, aborda as implicações da tensão entre EUA e Irã para o país.

OUÇA O ‘ESTADÃO NOTÍCIAS’ TAMBÉM NO YOUTUBE

Todas as edições deste podcast também são publicadas no canal do Estadão no Youtube. Para ouvir gratuitamente nesta plataforma, é só clicar aqui.

 

ESTAMOS DISPONÍVEIS NA DEEZER!

Os podcasts do Estadão são oferecidos para consumo gratuito no serviço de streaming Deezer. Para ouvir, basta fazer o login na plataforma. Uma vez logado, é só colocar no campo de busca o nome do programa (“Estadão Notícias”) que você terá acesso imediato a todo nosso histórico de publicações. Você também pode acessar diretamente clicando neste link.

 

OUÇA TAMBÉM NO SPOTIFY!

Os podcasts do Estadão também são oferecidos para consumo gratuito na plataforma de streaming Spotify. Para acessá-lo e passar a segui-lo, basta digitar o nome do programa (“Estadão Notícias”) no campo de busca. Ou pode clicar diretamente neste link.

General da Guarda Revolucionária do Irã Qasem Soleimani em marcha de celebração ao aniversário da Revolução Islâmica. Foto: Ebrahim Noroozi/ AP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.