Guedes à mercê do populismo de Bolsonaro e o desfecho da CPI; ouça no ‘Estadão Notícias’

Emanuel Bomfim

22 de outubro de 2021 | 00h10

Uma debandada aconteceu, nesta quinta-feira, no Ministério da Economia. Insatisfeitos com as mudanças no teto de gastos para “patrocinar” o programa Auxilio Brasil, que dará 400 reais mensais a famílias carentes, nomes da área técnica pediram demissão da pasta nesta quinta-feira (21). A insatisfação da equipe econômica era crescente diante das manobras da ala política do governo para burlar o mecanismo e abrir espaço no Orçamento para bancar o “Bolsa Família turbinado”.



Qual é o limite para a gastança do governo? Vale tudo em nome da reeleição? O principal adversário de Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-presidente Lula, ao invés de criticar a irresponsabilidade fiscal, trucou: disse que o “povo merece” um benefício no valor de 600 reais. E quem (e como) vai pagar essa conta?

A agenda negativa para o governo nesta semana não ficou restrita apenas ao populismo fiscal. O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Covid, apresentou o relatório final que imputa 9 crimes ao presidente Jair Bolsonaro pela sua atuação durante a pandemia. O mandatário foi indiciado por charlatanismo, mau emprego de verba pública, crimes contra a humanidade, entre outros.

Além do presidente, estão no relatório seus filhos, o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, o atual titular da pasta Marcelo Queiroga, membros do “gabinete paralelo”, e empresários, apoiadores e parlamentares da base do governo. Duas empresas também são citadas no documento.

Esses são os temas que guia nossa conversa quinzenal do “Poder em Pauta” com os jornalistas que acompanham o dia a dia da política, em Brasília. Participam no episódio de hoje do Estadão Notícias Marcelo de Moraes e Felipe Frazão, diretamente da capital federal.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência.

Apresentação: Emanuel Bomfim

Produção/Edição: Gustavo Lopes, Jefferson Perleberg e Ana Paula Niederauer

Sonorização/Montagem: Moacir Biasi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.