Lacuna institucional atinge a Venezuela; ouça no ‘Estadão Notícias’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lacuna institucional atinge a Venezuela; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

24 Janeiro 2019 | 06h00

A Venezuela vive nas últimas horas um cenário de incertezas sobre o seu futuro. O líder opositor Juan Guaidó se declarou presidente interino durante as manifestações pela renúncia de Nicolás Maduro em Caracas. Após o anúncio, diversos países passaram a reconhecer Guaidó como o novo líder do país, entre eles, Brasil e Estados Unidos. Os americanos, por exemplo, foram enfáticos ao dizer que “se o regime venezuelano decidir causar danos a qualquer membro da oposição todas as opções estão sobre a mesa”. O presidente Jair Bolsonaro também manifestou seu apoio a Guaidó.

Para o Coordenador do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional do Instituto de Relações Internacionais (Gacint) da USP, Alberto Pfeiffer, o apoio da China e da Rússia será fundamental para Nicolás Maduro se manter no poder, mas a atitude pode causar o isolamento do país perante o bloco. O especialista não acredita em uma intervenção militar, mas o povo nas ruas pode mudar os rumos do país sul-americano. Alberto Pfeiffer acredita que Brasil e Venezuela estão próximos do rompimento diplomático.

Este programa é publicado de segunda a sexta-feira, sempre às 6 da manhã no portal do Estadão e disponível nas principais plataformas para podcasts: iTunes, Spotify, Deezer, Google Podcasts e qualquer agregador.

YURI CORTEZ / AFP