MC Fioti: o improvável garoto-propaganda da vacinação no Brasil; ouça no ‘Estadão Notícias’

MC Fioti: o improvável garoto-propaganda da vacinação no Brasil; ouça no ‘Estadão Notícias’

Gustavo Lopes Alves

03 de fevereiro de 2021 | 00h10

Era 2017 e uma “flauta envolvente” fazia a cabeça dos brasileiros. O hit “Bum Bum Tam Tam”, do paulista MC Fioti, estourou nas paradas musicais nacionais e estrangeiras e se tornou o funk mais ouvido do YouTube, além do primeiro clipe brasileiro a alcançar 1 bilhão de visualizações na plataforma.  

Quase quatro anos depois, em janeiro de 2021, o hit de MC Fioti volta a ser viral. E dessa vez, por um motivo um motivo bem inesperado: nas redes sociais, a música virou uma espécie de “hino” em comemoração à chegada da CoronaVac, vacina contra a covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac com o (quase homônimo) Instituto Butantan.

O remix “Vacina Butantan” foi lançado poucos dias depois, com alterações na letra e clipe gravado no próprio instituto, com a participação dos funcionários. Em poucos dias, já ultrapassou a marca de 8 milhões de visualizações.

No episódio de hoje, MC Fioti conta a história por trás do “hit da vacina”. Também conversamos sobre o impacto da música na campanha de imunização e na divulgação científica brasileira com o biólogo Hugo Fernandes, professor da Universidade Estadual do Ceará e divulgador científico apoiado pelo Instituto Serrapilheira.

O Estadão Notícias está disponível no Spotify, Deezer, Apple Podcasts, Google Podcasts, ou no agregador de podcasts de sua preferência. 

Apresentação: Bárbara Rubira

Produção/Edição: Bárbara Rubira e Gustavo Lopes 

Sonorização/Montagem: Carlos do Amaral

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.