As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: bancos já receberam 2 milhões de pedidos de renegociação, isolamento estendido em SP e provocação de Weintraub abre nova crise com a China

Emanuel Bomfim

07 de abril de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta terça-feira (7), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Economia, levantamento divulgado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) aponta que a crise provocada pela covid-19 já levou dois milhões de clientes a procurar as maiores instituições financeiras do País para renegociar R$ 200 bilhões em empréstimos. O valor que foi discutido por Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Santander não foi divulgado. O Itaú Unibanco informou que aceitou apenas 5% dos 302 mil pedidos que recebeu.  No caderno Metrópole, o governador de São Paulo, João Doria, prorrogou a quarentena no Estado até o dia 22 após as autoridades detectarem uma queda na adesão ao isolamento para conter o coronavírus. Já em Política, a embaixada da China em Brasília chamou de “racista” publicação nas redes sociais do ministro Abraham Weintraub (Educação), em que ele ironizou os chineses com o uso do personagem Cebolinha, de Mauricio de Sousa, e cobrou retratação. Weintraub disse que pode pedir desculpas, desde que a China venda 60 mil respiradores ao Brasil a preço de custo.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: