AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: Brasil perdeu 34,5 mil leitos em uma década, Paraisópolis se mobiliza e rejeição a Bolsonaro na capital de SP é de 48%

Emanuel Bomfim

23 de março de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino e Gustavo Toledo

Na edição desta segunda-feira (23), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, o Brasil perdeu 34,5 mil leitos de internação entre a pandemia de H1N1, em 2009, e a chegada do novo coronavírus, neste ano. A redução se deu por causa do Sistema Único de Saúde, que teve diminuição de 48,5 mil leitos. Já os hospitais privados aumentaram em 14 mil. Esses espaços são destinados a pacientes que têm complicações e precisam ficar por mais de 24 horas dentro do hospital, o que se estima representar cerca de 20% do total durante a pandemia. Também em Metrópole, os moradores de Paraisópolis, a segunda maior favela da cidade de São Paulo, tentam organizar um plano local para conter as infecções pelo novo coronavírus. Dos 100 mil moradores, 25 mil têm mais de 60 anos. Em Política, a gestão do presidente Jair Bolsonaro é considerada ruim ou péssima por 48% dos moradores da capital paulista, segundo sondagem do Ibope, em parceria com o Estado e a Associação Comercial de São Paulo. A pesquisa foi feita entre 17 e 19 de março, já sob o efeito da pandemia. No caso do governador João Doria, as opiniões negativas são 44%. O trabalho do prefeito é visto como regular por 45%.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: