‘Notícia No Seu Tempo’: comércio eletrônico ganha uma loja virtual por minuto, Brasil negocia possibilidade de fazer vacina de Oxford e registra 1.473 mortes em 24 horas

Emanuel Bomfim

05 de junho de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta sexta-feira (05), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Economia, desde o início do isolamento social, em março, o Brasil abriu 107 mil lojas virtuais na internet, média de mais de uma por minuto. O comércio eletrônico foi o caminho encontrado por muitas empresas para amenizar a súbita queda de faturamento por causa da pandemia do novo coronavírus. Em Metrópole, o Brasil negocia para se tornar um dos produtores mundiais da vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford e a AstraZeneca. A produção brasileira abasteceria a América Latina e colocaria o país na dianteira entre os que receberão a vacina, caso ela seja aprovada nos testes. Ainda em Metrópole, o Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes por coronavírus ontem e ocupa o terceiro lugar nesta estatística, atrás de EUA e Reino Unido. Foram 1.473 óbitos em um período de 24 horas, chegando a 34.021 – ante 33.689 da Itália. Pelo segundo dia consecutivo, o Ministério da Saúde deixou de divulgar o balanço antes das 20h, como era costume – só fazendo o relato às 22h.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.