‘Notícia No Seu Tempo’: Coronavac tem eficácia de 78%, País chega a 200 mil mortes por covid e União gastou R$ 13 bi para cobrir calotes de Estados

Emanuel Bomfim

08 de janeiro de 2021 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta sexta-feira (08), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, o governo de São Paulo divulgou ontem que a vacina contra a covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantã, a Coronavac, tem 78% de eficácia contra casos leves de covid, incluindo os de tratamento ambulatorial. Após o anúncio, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou ter assinado contrato para comprar 100 milhões de doses da Coronavac. Ainda em Metrópole, o Brasil superou ontem a marca de 200 mil mortos pela covid-19, com uma curva ascendente de casos de infecção e óbitos e em meio ao abandono dos cuidados por parte da população e às aglomerações do fim de ano. Já em Economia, para honrar dívidas bancárias de Estados e municípios, o Tesouro Nacional desembolsou R$ 13,3 bilhões em 2020, um valor quase 60% superior ao gasto em 2019.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.