As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: coronavírus chega ao Planalto, SP projeta pelo menos 460 mil casos e bolsas sofrem maiores quedas em 30 anos

Emanuel Bomfim

13 de março de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino e Gustavo Toledo

Na edição desta sexta-feira (13), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, o secretário de Comunicação da Presidência, Fábio Wajngarten, que viajou com o presidente Jair Bolsonaro para os Estados Unidos na semana passada, foi diagnosticado, conforme antecipou o Estadão.com.br, com o novo coronavírus. O presidente, seu filho Eduardo e outros membros da comitiva passaram por exames para detectar a covid-19. Em razão do risco de contágio, Bolsonaro, que havia tratado o surto como “fantasia”, pediu em rede de TV o adiamento da manifestação contra o Congresso e o STF programada para o domingo. Líderes dos atos concordaram com o adiamento. O presidente americano, Donald Trump, que teve contato com Wajngarten, disse que não faria exames. No caderno Metrópole, o governo de São Paulo informou que já há transmissão comunitária da doença e projeta para os próximos meses pelo menos 460 mil infectados pelo coronavírus no Estado. O Centro de Contingência estadual prevê ter 1,4 mil leitos de UTI extras para receber os pacientes. Até ontem, São Paulo registrava 42 dos 77 casos no País. Em Economia, o mercado financeiro viveu ontem mais um dia de caos global por causa da pandemia de coronavírus e das incertezas sobre o impacto na economia mundial da decisão do presidente Trump de proibir voos da Europa para os EUA. No Brasil, a Bolsa sofreu duas paralisações, uma delas quando caía 19%. O Ibovespa teve ligeira recuperação, mas mesmo assim a Bolsa brasileira fechou em queda de 14,78% – a maior desde 1998. O dólar, que chegou a bater os R$ 5 no início da manhã de ontem, subiu 1,41%, cotado a R$ 4,79.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.