As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: Defesa deve ter mais verba do que a Educação em 2021, crime violento cai em 71% das cidades de São Paulo e sobra recurso para imóveis, mas comprador está cauteloso

Emanuel Bomfim

17 de agosto de 2020 | 05h00

Por Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta segunda-feira (17), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, o governo de Jair Bolsonaro prevê dar mais dinheiro para as despesas dos militares do que para a educação dos brasileiros em 2021. É o que mostra a peça que está sob análise no Ministério da Economia: reservar R$ 5,8 bilhões a mais no Orçamento do ano que vem para despesas com militares do que com o ensino público no País. No caderno Economia, em meio à crise da pandemia, o mercado imobiliário registra recorde na captação de recursos da poupança, principal fonte de financiamento de imóveis para a classe média. É o melhor resultado desde o Plano Real. Com juros mais baixos, momento é favorável para casa própria acima de R$ 240 mil. Em Metrópole, os crimes violentos caíram em 99 dos 139 municípios paulistas (71,2%) analisados pelo Índice de Exposição à Criminalidade Violenta. A cifra foi elaborada com base nos registros de roubos, estupros e homicídios em cidades com mais de 50 mil habitantes.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: