AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: drible no teto de gasto ganha apoio, gestoras do País aumentam as apostas em fundos ‘verdes’ e SP muda critério de UTI e afrouxa quarentena

Emanuel Bomfim

28 de julho de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta terça-feira (28), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Economia, tentativas de flexibilizar a regra do teto de gastos, que vincula o crescimento das despesas à inflação, têm partido de integrantes do próprio governo e estimulado a defesa de mais gastos por parlamentares e entidades. Com aval do Ministério da Economia, o governo tentou aprovar no Congresso, sem sucesso, um drible na regra fiscal ao propor que parte dos recursos do Fundeb – o fundo para educação básica, livre do teto – fosse dirigida para o Renda Brasil, programa que deve substituir o Bolsa Família. Ainda no caderno Economia, impulsionadas pela maior demanda no mercado global por investimentos “verdes”, gestoras de grandes fortunas brasileiras estão ampliando a oferta de fundos voltados à sustentabilidade. Já em Metrópole, em mudança que chamou de “calibragem técnica”, o governador João Doria (PSDB) anunciou que, a partir de sexta-feira, regiões do Estado com taxa de ocupação de até 75% dos leitos de UTI para covid-19 entrarão na fase verde de flexibilização da economia e da quarentena. Antes, o índice exigido era de até 60%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: