‘Notícia No Seu Tempo’: Empresa pode cortar jornada e adiar recolhimento do FGTS

Da Redação

28 de abril de 2021 | 05h00

No podcast ‘Notícia No Seu Tempo’, confira em áudio as principais notícias da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’ desta quarta-feira (28/04/21):

Medidas provisórias na área trabalhista assinadas pelo presidente Jair Bolsonaro permitem que empresas reduzam jornada de trabalho e salário de seus funcionários em 25%, 50% e 70% ou até suspendam totalmente os contratos para enfrentar os efeitos da pandemia. O crédito extraordinário – fora do teto de gastos – para o governo bancar a medida será de R$ 9,97 bilhões, sendo R$ 9,8 bilhões para o pagamento do benefício emergencial, que compensa parte da perda salarial do trabalhador. O benefício médio é estimado em R$ 2.050,82. A nova rodada do programa aplicado em 2020 deve permitir cerca de 4,8 milhões de acordos.

 

E mais:

Política: CPI começa com foco no governo e vai ouvir Mandetta

Metrópole: Crianças têm forte perda no ensino de Matemática

Internacional: Piora em crise sanitária eleva barreiras a viajantes da Índia; Brasil evita restrições

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.