As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: equipe econômica cria força-tarefa para manter teto de gastos, varejo prevê queda menor por causa dos R$ 600 e premiê libanês renuncia

Emanuel Bomfim

11 de agosto de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta terça-feira (11), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. No caderno Economia, um “road-show” está sendo preparado pelo Ministério da Economia para tentar convencer deputados e senadores da importância da manutenção da lei do teto de gastos. Também em Economia, prevista inicialmente para 13,8%, a queda de vendas do comércio em 2020, por causa da pandemia, deverá ser de 6,7%, metade do esperado, segundo estudo da Fecomércio de SP com base em dados de todo o País. A queda menos acentuada do varejo é atribuída aos efeitos do pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a desempregados, trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. Já em Internacional, seis dias após a explosão que deixou pelo menos 200 mortos, 6 mil feridos e 300 mil desabrigados em Beirute, o premiê Hassan Diab renunciou. Um terço de seu gabinete já havia caído por causa de violentos protestos, que se acentuaram ontem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: