As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: governo entrega aos Estados apenas 2,5 milhões de testes, luta ainda mais desigual nas aldeias e STF abre inquérito para investigar atos pró-ditadura

Emanuel Bomfim

22 de abril de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta quarta-feira (22), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, o Ministério da Saúde prevê a compra de 46,2 milhões de testes para detectar a covid-19, quase o dobro dos 23,9 milhões prometidos anteriormente. Até agora, porém, apenas 2 milhões de testes rápidos e 524,3 mil do tipo RT-PCR – mais caro e preciso – foram enviados para os Estados. O governo também ampliou a capacidade de análise de testes, por meio de contrato com grupo privado. A ideia é processar 30 mil exames por dia. Ainda em Metrópole, enquanto crescem casos confirmados de covid-19 entre indígenas – com três mortes registradas até agora –, tribos como dos xakriabás e dos krahôs fecham acessos, fazem campanhas de conscientização e evocam proteção espiritual. No caderno Política, o ministro do Supremo Alexandre de Moraes decidiu ontem pela abertura de inquérito para apurar “fatos em tese delituosos” em atos antidemocráticos realizados no domingo. A decisão atende a pedido do procurador-geral, Augusto Aras, que menciona indícios de que dois deputados federais teriam atuado na organização das manifestações – motivo para acionar o STF.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: