As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: governo prevê corte de verba para a Saúde, ajuste fiscal de Doria afeta universidades e habitação e PCC domina áreas de saúde e coleta de lixo na Grande SP

Emanuel Bomfim

18 de agosto de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta terça-feira (18), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Economia, o governo Jair Bolsonaro prevê reduzir os recursos do Ministério da Saúde para R$ 127,75 bilhões em 2021 – R$ 7 bilhões menos do que o orçamento inicialmente previsto para este ano, antes da pandemia de covid-19, que ainda afeta duramente o País. Em Política, o pacote de ajuste fiscal enviado pelo governador João Doria (PSDB) à Assembleia Legislativa de São Paulo propõe mudanças permanentes na estrutura de serviços estaduais, que vão de habitação a meio ambiente, e nas regras que garantem autonomia orçamentária às universidades, que podem perder cerca de R$ 1 bilhão em verba. Já em Metrópole, investigação da Polícia Civil de São Paulo mostra que um ramo do Primeiro Comando da Capital (PCC) fraudou licitações para dominar as áreas de saúde e coleta de lixo na cidade de Arujá, na Grande São Paulo, além de empregar protegidos no governo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.