As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: governo reforça segurança cibernética após ataques, telão no Vaticano e relator estuda corte de prazo de transição tributária

Emanuel Bomfim

09 de março de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino e Gustavo Toledo

Na edição desta segunda-feira (9), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, ataques cibernéticos à administração federal chegaram a quase mil ocorrências neste ano. Em 2019, segundo o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), órgão vinculado à Presidência, o número de tentativas de invasão foi de 10.913. O Planalto lançou diretrizes para uma Estratégia Nacional de Segurança Cibernética (E-Ciber). O objetivo é resguardar suas redes e ativar planos de contingência em caso de invasão. No caderno Metrópole, o temor do contágio do novo coronavírus mudou a rotina do papa Francisco, que não rezou a tradicional missa na janela da Praça São Pedro. Fiéis acompanharam a cerimônia por um telão. Ontem, a Itália isolou 16 milhões de pessoas, atingindo 90 mil brasileiros. Em Economia, o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), relator da comissão mista que vai unificar as propostas de reforma tributária no Congresso e a que será enviada pelo governo, já começou a discutir o tema com a Receita Federal. Ele estuda reduzir o período de transição dos modelos novo e antigo.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.