‘Notícia No Seu Tempo’: Intermediária da Covaxin prosperou sob Bolsonaro

Da Redação

28 de junho de 2021 | 05h00

No podcast ‘Notícia No Seu Tempo’, confira em áudio as principais notícias da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’ desta segunda-feira (28/06/21):

Envolta em suspeitas no caso da vacina indiana Covaxin, a Precisa Medicamentos fechou ou intermediou acordos que somam R$ 1,67 bilhão desde 2019. Antes de Bolsonaro, recebeu R$ 27,4 milhões, em 2018, pela venda de 11,7 milhões de preservativos femininos. Os negócios da Precisa com o governo, portanto, cresceram 600% nesse curto período. A empresa nega irregularidades.

E mais:

Política: 1/3 de eleitores bolsonaristas se arrepende do voto

Economia: Vendas online aumentam a arrecadação de imposto

Metrópole: Os desafios do ensino infantil na pandemia

Internacional: Trumpismo resiste no interior dos Estados Unidos

Esportes: Vôlei masculino do Brasil é campeão

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.