‘Notícia No Seu Tempo’: lucro das companhias de capital aberto cai 81,9%, limite a teto salarial opõe Economia a militares e escolas recorrem aos cursos livres para poder reabrir

Emanuel Bomfim

31 de agosto de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta segunda-feira (31), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Economia, estudo feito para o Estadão pela Economatica, empresa de dados de mercado, aponta que as companhias não financeiras de capital aberto tiveram redução de 81,9% no lucro líquido no primeiro semestre de 2020 em relação ao mesmo período de 2019. No caderno Política, um aval dado pela AGU que abre brechas para vantagens salariais de militares – que assim poderão ultrapassar o teto salarial do funcionalismo – opõe as áreas da Defesa e da Economia. Já em Metrópole, com a proibição de aulas presenciais, escolas de SP estão usando cursos como os de idiomas e esportes para reabrir. Essas atividades, que são permitidas, ganham espaço sobretudo por causa da necessidade da retomada da rotina pelas famílias

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.