‘Notícia No Seu Tempo’: ‘Mandetta fez uma falta. Merecia cartão’, diz Mourão, pandemia pode fazer País retroceder uma década e Brasil registra recorde de 204 mortes por covid-19 em 24h

Emanuel Bomfim

15 de abril de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino e Gustavo Toledo

Na edição desta quarta-feira (15), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, primeiro convidado da série de entrevistas Estadão Live Talks, o vice-presidente Hamilton Mourão afirmou ontem que o ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) “cruzou a linha da bola” em entrevista ao Fantástico, da TV Globo. Mandetta disse que a população não sabe se deve acreditar nele ou no presidente Jair Bolsonaro. Em Economia, caso se confirme previsão do FMI de queda de 5,3% no PIB brasileiro em 2020 em razão da crise provocada pelo coronavírus, o total das atividades econômicas deverá somar R$ 6,87 trilhões e o País voltará ao patamar de riquezas de 2010, segundo cálculo do Itaú Unibanco. O Fundo também divulgou que retração global será a maior desde a Grande Depressão, em 1929. No caderno Metrópole, o Brasil registrou, em 24 horas, 204 mortes provocadas pela covid-19, o maior número em um dia. O total de óbitos é de 1.532 e a taxa de letalidade, 6,1%. Dezenas de prefeituras – entre elas de capitais como Belo Horizonte e Salvador – têm orientado e até obrigado o uso de máscaras em vias públicas e locais fechados.

Ouça abaixo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.