As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: Ministério tem 9,8 mi de testes sem uso, múltis do País repatriam US$ 30 bi na pandemia e em tempos de autoajuda

Emanuel Bomfim

30 de julho de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta quinta-feira (30), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, documentos mostram que o Ministério da Saúde tem em seu estoque 9,85 milhões de testes da covid-19. O número é quase o dobro dos cerca de 5 milhões de unidades entregues até agora aos Estados e municípios. O exame em estoque é do tipo PT-PCR, considerado “padrão-ouro” para diagnóstico da doença. O principal motivo para os testes ficarem parados é a falta de insumos usados em laboratório para processar amostras de pacientes. No caderno Economia, empresas com negócios fora do Brasil repatriaram, desde o início da pandemia, US$ 30,6 bilhões que estavam em subsidiárias internacionais. As multinacionais brasileiras estão recorrendo às filiais no exterior para cobrir buracos abertos pelo choque do coronavírus e, segundo analistas, porque os recursos não estão sendo investidos por causa da crise. Já em Na Quarentena, dos 15 livros mais vendidos no País na quarentena, dez são de autoajuda, sobretudo financeira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: