‘Notícia No Seu Tempo’: MPF denuncia Glenn e seis hackers por associação criminosa, Guedes oferece projetos a investidores e ex-presidente da Vale é indiciado por homicídio

Emanuel Bomfim

22 de janeiro de 2020 | 05h00

Por Cadu Cortez e Adriana Cimino
Na edição desta quarta-feira (22), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, o procurador Wellington Divino Marques de Oliveira, do Ministério Público Federal, acusou o jornalista Glenn Greenwald de participar do esquema de invasão de celulares e roubo de mensagens de autoridades como o ministro Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) e o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato. Greenwald foi acusado de interceptação telefônica sem autorização judicial e associação criminosa. Além dele, seis pessoas foram denunciadas pelos mesmos crimes e lavagem de dinheiro. No caderno Economia, a equipe do ministro Paulo Guedes apresenta hoje a 20 grandes investidores no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, a carteira do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) para 2020 e 2021. São 115 projetos de concessões e privatizações, num total de R$ 320 bilhões. Um dos principais itens é o leilão de 5G. Já em Metrópole, o ex-presidente da Vale Fábio Schvartsman, outros 10 funcionários e ex-empregados da empresa e cinco pessoas ligadas à consultoria Tüv Süd foram denunciados à Justiça por homicídio doloso e crimes ambientais pelo colapso da barragem de Brumadinho (MG). A tragédia tem 259 mortes confirmadas e 11 desaparecidos.
Ouça no player abaixo:
 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: