As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: nova política de defesa vê risco de conflitos na América do Sul, ocupações ganharão escritura na Amazônia e Bolsonaro cria crise com Estados com veto no saneamento

Emanuel Bomfim

16 de julho de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino e Gustavo Toledo

Na edição desta quinta-feira (16), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Política, a nova Política Nacional de Defesa (PND), que será enviada ao Congresso na próxima semana, prevê o risco de “tensões e crises” no continente. A instabilidade pode levar o Brasil a mobilizar esforços na garantia de interesses nacionais na Amazônia ou a ajudar na solução de problemas regionais, segundo documento obtido com exclusividade pelo Estadão. No caderno Economia, o governo prepara decreto para conceder titularidade a antigas ocupações na Amazônia com vistoria a distância, após checagem de imagens de satélite e cruzamento de dados. O objetivo é tornar mais fácil a punição pelo desmatamento com a identificação de quem é o dono da terra. Ainda em Economia, o presidente Jair Bolsonaro sancionou ontem o novo marco legal do saneamento. Mas vetou artigo que autorizava estatais a renovar por mais 30 anos contratos (sem licitação) atuais e vencidos, desde que isso ocorresse até março de 2022. Veto abriu crise com Estados e parlamentares.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: