As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

‘Notícia No Seu Tempo’: Oxford suspende testes da vacina, parada nas aulas pode reduzir PIB global em 1,5% e governo quer importar mais alimentos

Emanuel Bomfim

09 de setembro de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta quarta-feira (09), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, horas após o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmar que em “janeiro a gente começa a vacinar todo mundo”, o laboratório AstraZeneca anunciou a interrupção de estudos para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19. Desenvolvida pela Universidade de Oxford, essa vacina envolve parceria com a Fiocruz no Brasil e é a principal aposta do governo do presidente Jair Bolsonaro para imunizar a população. Ainda em Metrópole, a suspensão das aulas em razão da pandemia pode causar perda de 1,5% na economia global até o fim do século. Autora do estudo, a OCDE diz que a parada afetará no longo prazo a produtividade. Já no caderno Economia, o governo quer zerar tarifas de importação de alguns itens da cesta básica para tentar derrubar os preços ao consumidor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: