‘Notícia No Seu Tempo’: Pazuello bate boca com Doria e contesta vacinação por Estados, Oxford não garante eficácia em idosos e Reino Unido celebra ‘Dia V’

Emanuel Bomfim

09 de dezembro de 2020 | 05h00

Por Adriana Cimino, Alessandra Romano e Gustavo Toledo

Na edição desta quarta-feira (09), o ‘Notícia No Seu Tempo’ traz o resumo das principais informações da edição impressa do jornal ‘O Estado de S. Paulo’. Em Metrópole, a polêmica sobre a vacinação contra a covid-19 no País provocou discussão pública ontem entre o ministro Eduardo Pazuello (Saúde) e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Após bater boca com Doria durante reunião com governadores, Pazuello disse, em pronunciamento, que cabe à pasta, e não aos Estados, fazer o planejamento da vacinação. Ainda em Metrópole, as primeiras análises dos testes clínicos da vacina da Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca, uma das apostas do governo brasileiro, não puderam comprovar a eficácia do imunizante em idosos, um dos grupos de maior risco para covid. Já no caderno Internacional, a britânica Margaret Keenan, de 90 anos, foi a primeira pessoa no mundo a receber uma vacina clinicamente autorizada e totalmente testada para a covid-19. Sem grande alarde ou filas, o Reino Unido começou a usar o imunizante da Pfizer, que exige conservação a baixas temperaturas. Distribuição é um desafio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.